9 regras infalíveis para escrever um artigo memorável e ganhar R$ 18.362,74 com ele

Antes de você começar a ler esse artigo quero te deixar a sugestão de baixar nossa coletânea com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais

Eu sempre fui um apaixonado por histórias.

Principalmente por criar histórias.

Entretanto, eu tinha apenas 14 anos quando tive que decidir o que ia fazer do meu futuro.

Me lembro de estar parado em um corredor largo com piso frio e paredes brancas ao lado da minha mãe esperando a minha vez de ser chamado pela moça que atendia no balcão.

Eu segurava um papel branco, pouco maior que as minhas mãos, onde tinha que preencher os dois cursos que eu cursaria nos próximos quatro anos do ensino médio.

Naquela fila de pais e filhos do CEFET-RJ em 1993 eu tive que escolher entre cinco cursos: construção civil, meteorologia, mecânica, eletrônica e eletrotécnica.

Tinha que escolher mesmo sem saber direito o que eu iria fazer dentro deles ou na profissão.

Mais alguns passos e a moça do balcão se aproximava…

Escolhi mecânica porque meu pai era da área e eletrônica porque me pareceu a melhor opção entre as outras que sobraram.

Alguém havia soprado pra mim que eletrotécnica era furada porque os alunos teriam que aprender a mexer em postes de alta tensão.

Então… corri disso.

Foi assim que eu decidi a minha vida.

No alto da experiência de um garoto de 14 anos de idade.

Algum tempo depois eu me formei e nunca mais toquei em um torno ou em uma fresa, equipamentos utilizados no curso de mecânica que acabei cursando.

Ficaram as amizades feitas nos corredores e no andar térreo do Bloco E que saudosamente chamávamos de “escritório”.

Pra trás, ficou o aprendizado do curso e também a vontade de ganhar a vida escrevendo.

Afinal, já com 18 anos, eu precisava trabalhar e ser alguém.

Esse era o desejo dos meus pais.

“Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela.” ~ Paulo Coelho (Tweet Isso)

retomando-direcao

A recuperação do sonho

Vinte anos depois, eu estava sentado em frente a uma tela de computador tomando chá enquanto tentando escrever um artigo que mais me daria orgulho.

O chão de madeira e a mesa preta formavam o cenário que dava início à retomada do meu legado.

Na mão, a caneca branca, longa, com esferas circulares pretas que ganhei na minha sogra.

Na tela, as mais de duas mil palavras do artigo que alcançaria a incrível marca de mais de 17 mil compartilhamentos nas redes sociais, 600 comentários e me faria faturar R$ 18.362,74 de comissão com a indicação de um infoproduto.

O artigo 12 sinais de que você está criando seu filho para ser escravo foi um verdadeiro divisor de águas na minha vida!

Finalmente eu tinha uma profissão onde eu podia tocar a vida das pessoas e ainda ganhar dinheiro.

Um bom dinheiro.

Neste artigo, eu apliquei todas as técnicas que aprendi ao longo de anos estudando sobre redação e marketing digital para tocar o coração de mais de 172 mil leitores com a minha mensagem contra a “mesmice do sistema”.

Você gostaria de trabalhar com o que ama e ainda ganhar dinheiro com isso?

Evidente que sim.

Eu não me imagino atingindo tamanho resultado na profissão que tive que escolher quando tinha apenas 14 anos.

Do ano passado para cá, o blog onde escrevi este artigo teve mais de 3.3 milhões de visitantes, e desde a sua criação já foram mais de 7 milhões de pessoas que ouviram falar da minha mensagem!

Um número incrível para um menino de 14 anos que sonhava em escrever, mas que investiu os últimos 20 anos da sua vida tentando achar o caminho de volta para os seus sonhos enquanto vivia a vida de outra pessoa.

Preste muita atenção no que eu vou escrever a seguir.

Pois agora eu quero compartilhar com você, as características que fizeram do artigo 12 sinais de que você está criando seu filho para ser escravo, um artigo memorável.

Se você seguir essas técnicas e aplicá-las na construção do seu negócio como blogueiro profissional ou mesmo no blog da sua empresa, você se surpreenderá com os resultados.

Se você é:

  • Um empreendedor solo que busca liberdade; ou
  • Possui uma pequena empresa que precisa de uma estratégia para o seu blog corporativo; ou ainda
  • Deseja ser um blogueiro de sucesso.

Este artigo é perfeito para você.

regras-infaliveis

1. Escreva um artigo com título magnético

Vamos separar o título do artigo memorável em três partes:

  • “12 sinais” já deixa claro para o leitor o que o artigo irá entregar a ele. Listas são ótimas para isso.
  • “que você está criando seu filho” faz uma conexão com o leitor que normalmente é pai ou pelo menos pretende ser um algum dia.
  • “para ser escravo” praticamente bombardeia as crenças do leitor que se sente mal por estar sendo acusado de tamanha crueldade com o seu próprio filho.

Um título magnético é um título que chama a atenção e provoca o clique.

Nem que seja por curiosidade, o leitor se tende tentado a clicar pelo menos para averiguar o que o autor do artigo está falando sobre aquele assunto.

“Acredite que você pode, assim você já está no meio do caminho.” ~ Theodore Roosevelt (Tweet Isso)

2. Utilize uma imagem impactante

Propositalmente eu utilizei a imagem de uma criança na frente de um iPad para chamar a atenção de pais que se utilizam desses equipamentos eletrônicos para entreter seus filhos.

Rapidinho: Se você estiver interessado em ideias de negócio com pouco dinheiro, baixe agora nossa coletânea com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais

Como a maioria do público do Facebook possui idade para ter filho e é ávido por celulares e tablets, nada mais provocador que colocar a foto de uma criança sentada à beira da piscina olhando um tablet para dizer através da imagem que este tipo de educação convida a criança a ser mais um da boiada.

“Quer saber o sentido da vida? Pra frente!” (Tweet Isso)

3. Coloque os botões de compartilhar no topo

Quando você entra em um artigo com muitos compartilhamentos isto faz uma associação no seu cérebro que aquele conteúdo deve ser algo valioso.

Isto é super natural.

É o mesmo que você verificar que um produto que você pretende comprar tem muitas avaliações positivas nos sites de compra.

Você olha o número de avaliações positivas em um artigo que reforça o clique que você deu nele, motivando o início da leitura.

“Daqui a um ano você vai desejar ter começado hoje.” (Tweet Isso)

4. Chame a atenção do leitor no início do artigo

Depois que você já convenceu o leitor de que é importante ele ler o conteúdo do seu artigo, você precisa convencê-lo de continuar a leitura.

Existem duas boas formas de você fazer isso:

  • Com uma história; ou
  • Com questionamentos.

No artigo em questão eu utilizei a estratégia dos questionamentos como quem inicia uma discussão.

Dessa forma, eu consegui provocar o leitor ao ponto de fazê-lo querer saber mais sobre aquilo que eu estava falando.

Já neste artigo que você está lendo, eu procurei embasar estas dicas que estou dando para você agora, contando um pouco da história da minha vida que me trouxe até aqui.

Aprender a contar histórias, inclusive, deveria ser o objetivo de todas as pessoas, principalmente daquelas que desejam se tornar líderes nos seus mercados.

“Você não é derrotado quando perde. Você é derrotado quando desiste.” ~ Dr. House (Tweet Isso)

5. Utilize frases para motivar o compartilhamento

Se você perceber, a grande maioria dos artigos deste blog possuem frases fortes para compartilhamento no Twitter.

Dessa forma eu quebro a leitura com alguma frase de efeito que embase o meu texto e ainda convido o leitor a compartilhar aquela frase com o link para o artigo no Twitter.

Infelizmente ainda não é possível fazer isso de forma fácil no Facebook, mas no artigo em questão, ter adicionado frases de opinião nele foram fundamentais para gerar seus quase 400 tweets.

“Toda conquista começa com a decisão de tentar.” (Tweet Isso)

6. Sacuda as crenças do leitor

Sempre que possível utilize esta estratégia nos seus artigos.

Principalmente se você quiser realmente chamar a atenção do leitor.

Eu sempre busco confrontar a realidade medíocre da vida cotidiana com uma nova realidade possível, mas aparentemente utópica.

Sugerir ao leitor que pare de levar seus filhos ao shopping para passear ou que permita que eles vejam televisão foi considerado, segundo os comentários do artigo, praticamente uma heresia.

Isto provocou muita discussão e “viralizou” o artigo através das mãos daqueles que concordavam com o que eu estava dizendo.

“Você erra todo arremesso que não tenta.” ~ Michael Jordan (Tweet Isso)

7. Torne-se autoridade através de uma lista

Listas também são ótimas para você adquirir autoridade sobre um tema, principalmente quando elas vem seguidas de resultados, como é o caso deste artigo que você está lendo.

Muitos leitores detestaram o fato de eu ter enumerado os sinais de escravidão dos próprios filhos e chegaram até mesmo a me xingar nos comentários.

Já neste artigo utilizo a técnica da lista com a comprovação dos resultados para dizer para você que é sim possível, ganhar dinheiro na internet com um blog.

Isto chama a atenção para o que estou lhe dizendo criando uma autoridade sobre minhas palavras.

“Quando faltar sorte, faça sobrar atitude.” (Tweet Isso)

8. Construa e mantenha um ritmo forte no texto

Evite utilizar frases grandes nos seus artigos.

Lembre-se que na maioria das vezes as pessoas ou estarão lendo seus artigos no computador ou em celulares ou tablets.

Criar parágrafos grandes com frases enormes, faz com que o leitor desista no meio da leitura do seu artigo e vá embora.

Eu sempre procuro manter a mesma estrutura de frases, parágrafos e linhas para todos os trechos do artigo de modo a criar um ritmo previsível na leitura.

Dessa forma eu evito o abandono precoce do artigo.

“Sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo.” ~ Wiston Churchill (Tweet Isso)

9. Promova o artigo nos lugares certos

Esta é a regra de ouro principal, pois tenho certeza de que tê-la aplicado foi fundamental para a viralização do artigo em questão.

Compartilhe o seu próprio artigo em grupos no facebook.

Quando falo sobre empreendedorismo aqui, espalho em vários grupos de startups e empreendedorismo do facebook o artigo que ganha escala a partir de então.

Por isso, a maioria dos meus artigos, acabam viralizanddo no meio onde são publicados.

No caso do artigo sobre educação de filhos, fiz a publicação deles em grupos com mais de 10 mil membros de pais em muitos estados do país que originou diversas críticas, mas também novos compartilhamentos por outros pais.

Este é o melhor meio para compartilhar a sua mensagem no Facebook sem ter que pagar anúncios.

Entre em grupos com mais de três mil pessoas e comece a espalhar a sua mensagem sem se tornar um spammer.

Evite fazer somente isso e busque fazer amizades com as pessoas dos grupos além de também participar de algumas discussões.

Agir dessa forma também aumentará a sua autoridade e fará as pessoas do grupo prestarem mais atenção em você quando uma nova mensagem sua chegar para eles.

“Seja mais forte que sua melhor desculpa.” (Tweet Isso)

EXTRA: recomendo a leitura do nosso guia com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais que vai ajudar você a encontrar a melhor ideia de negócio para abrir empresa.

Clique aqui para baixar a coletânea completa.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 392 outros assinantes

Sobre Marcos Rezende

Marcos Rezende é criador e principal editor do portal Negócio do Zero, além de ser também professor e orientador de empreendedores no Curso Online de Criação de Negócios do Zero voltado para quem deseja abrir o seu próprio negócio sem colocar em risco a segurança da sua família e de suas reservas financeiras.