Idade é barreira para quem quer estudar idiomas e ganhar mais?

É muito comum as pessoas associarem o estudo de idiomas a crianças ou jovens adultos que estão ingressando no mercado de trabalho e precisam do idioma para alavancarem seus negócios.

Por muitas décadas, acreditou-se que, a partir de uma determinada idade, ficava mais difícil estudar qualquer coisa e, à medida que a pessoa ia envelhecendo o ato de aprender ficava mais comprometido.

A ciência, entretanto, vem provando que essa ideia não passa de um mito e que, em qualquer período da vida, é perfeitamente possível aprender uma outra língua.

Se você até agora achava que estudar idiomas era coisa de gente jovem e, por isso, nunca quis dar o primeiro passo, agora não terá mais desculpas.

Cientistas já comprovaram que o cérebro, ao contrário do que muita gente acreditava até pouco tempo atrás, não perde a capacidade de fazer conexões neurais.

Na verdade, é o contrário.

Quanto mais intenso for o estudo do idioma, mais protegido contra a demência o cérebro fica.

O que acontece com muita gente é que, justamente por pensar dessa foram – ou por comodismo – a motivação para manter o cérebro ocupado vai diminuindo e, se o cérebro não é estimulado a manter-se ativo, ele vai “adormecendo” suas potencialidades.

Um estudo feito nos Estados Unidos mostrou que pessoas sedentárias de 40 anos têm grandes chances de sofrer com o envelhecimento e até a redução em seu volume cerebral.

Que tal começar a aprendes inglês?

Agora que você já sabe que essa história de que o cérebro enferruja com a idade é mito e que é possível estudar idiomas estando em qualquer idade, você pode começar investindo no idioma mais globalizado do mundo: o inglês.

Além das escolas de idiomas, existe uma grande tendência que cresce a cada ano: as plataformas online.

Nessas plataformas pode encontrar professores de inglês online com preços bastante acessíveis.

Acesse https://preply.com/pt/aulas-ingl%C3%AAs-online

Os apps para smartphones também são uma ótima ferramenta para praticar a língua, bem como os vídeos, as redes sociais e, por que não, o método antigo de estudos, por meio de livros.

O cérebro agradece!

O cérebro é o maior beneficiado com o estudo de novos idiomas.

Aprender um novo idioma estimula o cérebro a acelerar o fluxo de suas conexões neurais, o que ajuda a aumentar a inteligência e ampliar a capacidade de raciocínio, além de otimizar a imaginação e o pensamento crítico.

A memória também é amplamente exercitada e, consequentemente, facilita o próprio ato de aprender outras coisas.

Aprender uma nova língua também amplia a visão de vida, pois não se trata só de um idioma a mais, mas de uma universo a mais.

Através do estudo de um idioma, conhecemos novos costumes, gostos, culturas e linguagens, além de nos tornarmos mais autoconfiantes em nossas capacidades.

Isso estimula a aprender coisas novas, ter novos interesses e vencer novos desafios.

Talvez essa seja a hora de deixar aquele velho pensamento para trás e começar a aprender uma nova língua para colher os frutos dos estímulos neurais a médio e longo prazo.  

 

Sobre Preply

Preply
Preply é uma nova plataforma que auxilia você na seleção de um professor de Inglês. Nós te ajudamos a encontrar o melhor tutor para suas necessidades. Você encontrará nossas recomendações sobre como usar a plataforma acima.