Como fazer um fluxo de caixa perfeito

Antes de você começar a ler esse artigo quero te deixar a sugestão de baixar nossa coletânea com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais

Para chegar ao sucesso pretendido, o empresário precisa controlar seus gastos e investimentos, saber avaliar quais produtos e/ou serviços rendem mais.

Ter uma noção real da saúde financeira da empresa é fundamental para tomar as decisões corretas.

Estatísticas comprovam que os problemas financeiros são as principais causas pelas quais as empresas abrem falência.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que metade das abertas no Brasil duram em média apenas três anos. E os números são alarmantes:

  • Cerca de 25% encerram suas atividades no primeiro ano de vida
  • Em torno de 40% no segundo ano após aberta

Diante de informações como as citadas acima, você pode se perguntar: o que então eu devo fazer para minha empresa estar entre as que dão certo?

Há alguma ferramenta específica que possa me ajudar a controlar melhor minha empresa?

A resposta é sim!

Fazendo um fluxo de caixa perfeito. Nós fizemos um apanhado geral para te explicar melhor como fazer isso, utilizando informações do e-book: Como fazer um fluxo de caixa perfeito.

Entenda a importância do fluxo de caixa

Basicamente, o fluxo de caixa objetiva controlar todas as movimentações financeiras da empresa: entradas e saídas. Dependendo do porte e tipo da empresa, a gestão do caixa pode ser feita diariamente, toda semana, a cada 15 dias ou uma vez por mês.

Com as informações levantadas através do fluxo de caixa, você tem embasamento para tomar decisões, sabe o melhor momento e onde investir, quando cortar gastos, etc.

Mas, para obter sucesso no andamento da empresa, não basta gerir o caixa. Tem que fazer um fluxo de caixa perfeito e para isso é importante conhecer bem os conceitos básicos que envolvem a definição do fluxo de caixa. Vamos a eles:

  • Projeção de fluxo de caixa: consiste em uma estimativa financeira do seu negócio. Com ela você consegue identificar como e onde investir, quando precisa de mais recursos, controla inadimplência, entre outros.
  • Saldo: o saldo do fluxo de caixa corresponde ao valor total disponível no caixa da empresa. Com análise periódica do saldo, o empresário identifica possíveis lucros ou prejuízos que teve naquele período (dia, semana, mês, etc.)
  • Receita: corresponde a todos os valores a receber. Organizando e discriminando os meios de pagamentos, você consegue identificar os meios mais usados.
  • Despesas: são todos os custos fixos e variáveis do negócio. Deve incluir todas as contas a pagar.
  • Nota de entrada: são as notas fiscais recebidas por meio de fornecedores, quando sua empresa adquire bens, produtos ou serviços.
  • Nota de saída: diz respeito às notas fiscais de vendas realizadas pela sua empresa.

Como montar o fluxo de caixa

Há anos empresas utilizam diferentes métodos para controlar o fluxo de caixa.

Rapidinho: Se você estiver interessado em ideias de negócio com pouco dinheiro, baixe agora nossa coletânea com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais

Você já deve ter ouvido falar ou até mesmo conhecer os livros-caixas, de repente até usa alguma planilha eletrônica e sabe que todas as informações são inseridas e obtidas manualmente.

Esses métodos não deixam de ser eficazes, mas são bem trabalhosos e mais suscetíveis de gerar falhas.

Atualmente, os softwares de gestão financeira são as ferramentas mais modernas para fluxo de caixa. Intuitivos, fáceis de usar, seguros e precisos, automatizam o trabalho reduzindo tempo na execução das tarefas e geração de resultados.

Mas, seja qual for a ferramenta adotada pela sua empresa, é preciso saber como montar o fluxo de caixa perfeito para que ele dê resultado.

Veja o passo a passo:

  1. Organize as contas da empresa: quando você sabe onde estão disponibilizados cada recurso financeiro, fica mais fácil controlá-los. Organize cada uma das contas.
  2. Discrimine o saldo inicial de cada conta: identifique o valor inicial disponível nas contas, em cada período – esse valor será atualizado a cada lançamento e deve ser conferido.
  3. Categorize despesas e receitas: categorizando você consegue saber a que cada um dos valores de saída se destinou e de onde vem cada valor de entrada.

Você pode ver mais detalhes de como montar o fluxo de caixa perfeito acessando o nosso e-book.

Mantenha o seu fluxo de caixa

Depois de organizar o seu fluxo de caixa você deve manter as atualizações constantes. A periodicidade vai depender da necessidade de sua empresa.

É fundamental lançar todas as notas de entrada e de saída, as despesas e receitas por menores que sejam.

É necessário também conferir de tempos em tempos se os dados do fluxo de caixa coincidem com o extrato bancário real.

Outro ponto importante é manter as notas fiscais tanto de entrada quanto de saída por pelo menos um ano: tempo necessário para balanço, declaração de imposto de renda entre outros. Uma boa opção é criar um arquivo virtual.

Faça o seu fluxo de caixa funcionar

De fato, uma boa gestão do fluxo de caixa é essencial para o bom andamento da empresa. Com informações precisas, o empresário tem base para tomar as decisões mais acertadas. Mas não se esqueça: o fluxo de caixa só é perfeito se você o manter atualizado continuamente.

Agora que você já sabe como fazer, precisa decidir que modelo de fluxo de caixa vai adotar para gerir melhor sua empresa e cuidar da saúde financeira da mesma.

Lembrando que essas medidas servem para qualquer modelo de gestão de fluxo de caixa, mas que um software de gestão financeira facilita ainda mais a gestão.

Com as informações geradas por meio dessa ferramenta, você pode fazer um planejamento estratégico que gerará um crescimento sustentável ao seu negócio.

A Sage disponibiliza softwares de todos os portes.

Essas ferramentas são seguras, modernas e precisas, facilitando o trabalho do empresário e dando a ele mais controle sobre as finanças de sua empresa, com menores os riscos operacionais para o negócio!

Por isso, recomendamos que você invista em um software de gestão financeira, usando assim essa ferramenta para controle do fluxo de caixa de sua empresa, contribuindo para a escalabilidade e segurança dela.

Leia mais a respeito em nosso e-book!

DICA BÔNUS: recomendo a leitura do nosso guia com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais que vai ajudar você a encontrar a melhor ideia de negócio para abrir empresa.

Clique aqui para baixar a coletânea completa.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 398 outros assinantes

Sobre Sage do Brasil

Sage do Brasil
A Sage é líder no mercado de contabilidade integrada, folha de pagamento e sistemas de pagamento, apoiando a ambição de empreendedores pelo mundo.