Negócio Lucrativo

As cinco partes de qualquer negócio lucrativo

Antes de você começar a ler esse artigo quero te deixar a sugestão de baixar nossa coletânea com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais

É muito comum recebermos e-mails ou mensagens no Facebook de pessoas pedindo conselhos sobre pegar ou não empréstimo para transformar uma ideia em um negócio lucrativo.

O que nos leva a crer que a maioria dos empreendedores de primeira viagem não sabem o que de fato é uma empresa.

“Uma empresa é um processo que pode ser repetido e que gera dinheiro. Todo o resto não passa de um hobby.” ~ Paul Freet

Pensam que empresa é um lugar físico (escritório, fábrica, loja) onde as pessoas vão até lá para passar o dia ou mesmo uma declaração da Receita Federal com um número no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ é o CPF das empresas).

Quando tudo isso não é de verdade uma empresa.

Não existe melhor definição de empresa do que a de Josh Kaufman, em seu livro Manual do CEO (recomendo):

Segundo Kaufman, em termos gerais, uma empresa é um processo que pode ser repetido e que:

  1. Cria e entrega algo de valor…
  2. que as pessoas querem ou de que precisam…
  3. a um preço que elas estejam dispostas a pagar…
  4. de uma maneira que satisfaça as necessidades e expectativas dos clientes…
  5. de forma que a empresa gere lucro suficiente para valer à pena para os proprietários manter as operações.

É preciso ler algumas vezes com bastante atenção para compreender exatamente o que de fato é um negócio lucrativo e neste artigo, eu quero lhe transmitir em detalhes, o máximo de informação sobre cada item para que você não saia daqui com dúvidas.

Porém, antes de começarmos a examinar item a item, quero destacar duas informações muito importantes que se esquecidas, colocarão em risco qualquer tipo de negócio que você esteja pensando em montar.

Primeiro, uma empresa é um processo.

Guarde isso.

Uma empresa é um processo que leva algo do ponto A ao ponto B.

Antes de ser um Contrato Social ou um CNPJ, uma empresa é um processo.

Sim, um processo desenhado no papel que leva algo (produto, serviço, etc) do ponto A ao ponto B.

Segundo, uma empresa é um processo que pode ser repetido.

Ou seja, é um processo que pode ser executado praticamente da mesma forma uma vez atrás da outra.

Se o processo não pode ser repetido, então não temos uma empresa.

Anote: Uma empresa é um processo que pode ser repetido.

Feitas estas primeiras considerações vamos passar ao exame de cada uma das partes de qualquer negócio lucrativo.

receita-de-pizza

Um negócio lucrativo cria e entrega algo de valor…

Se uma empresa não cria nada ou não consegue entregar, não é uma empresa.

É muito comum nós contratarmos um serviço que tem valor para nós, criado por uma empresa que não consegue entregá-lo.

Serviços de telecomunicações, jardinagem, alvenaria, etc.

Nós vemos a oferta, sabemos que ela tem valor para nós, compramos ela da empresa que a está criando, mas no fim não temos aquilo que desejávamos.

Ou então compramos de uma empresa algo de valor que ela entrega, mas que não é criado por ela.

Onde o meio seja completamente substituível como empresas de representação comercial por exemplo.

Responda: O seu negócio cria e entrega algo de valor para seus clientes?

segurando-um-copo-de-vinho

Que as pessoas querem ou de que precisam…

Você já deve ter tido algum amigo com uma ideia maravilhosa de negócio que quando foi pra rua vender, descobriu que ela não era tão boa assim.

Ou seja, uma ideia de negócio que não vende, que não converte.

Para você ter um negócio lucrativo e de sucesso precisa resolver um problema dos seus clientes para que eles enxerguem valor no seu negócio.

Se as pessoas não precisam ou não querem, de que adianta você criar uma empresa para vender algo que não vende?

É por esse motivo que eu sempre afirmo que o bom empreendedor deve sempre estar preocupado com os outros, vendo o que as outras pessoas querem ou precisam e não olhando o seu próprio benefício.

Rapidinho: Se você estiver interessado em ideias de negócio com pouco dinheiro, baixe agora nossa coletânea com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais

Não há melhor investimento na vida que preocupar-se com as necessidades dos outros para criar um negócio que consiga satisfazê-las.

É um investimento sem risco e com uma alta taxa de retorno.

Responda: Seus clientes precisam ou querem aquilo que você está oferecendo a eles através do seu negócio?

preco-do-pescado

A um preço que elas estejam dispostas a pagar…

Existem empresas que vendem produtos ou serviços muito bons, mas com preço muito acima do que seus clientes esperam pagar.

Mais uma vez você deve pensar nas necessidades das pessoas (seus clientes) para praticar um preço que elas possam pagar.

Mesmo que você tenha uma oferta muito boa em mãos funcionando em um processo de entrega excelente, não pode cometer o erro de praticar um preço muito alto para os clientes que você está tentando atender.

Seus clientes precisam comprar aquilo que você vende para que você tenha um negócio lucrativo.

Por isso a minha recomendação é de sempre testar diferentes preços para saber qual tem mais tração no mercado que quer atingir.

Responda: O preço que você está praticando é o com maior tração para o seu público-alvo?

pessoas-caminhando-na-rua

De uma maneira que satisfaça as necessidades e expectativas dos clientes…

Seus clientes estão comprando aquilo que você vende, mas no final do processo, ficam insatisfeitos?

Pode ser um erro na instalação daquilo que você vende ou mesmo uma informação distorcida na sua comunicação que os fez comprar algo diferente daquilo que imaginavam ser.

Independente de como você possa medir a satisfação dos seus clientes, você deve ter em mente que satisfazê-los significa ter sinal verde para repetir o processo de venda com outros clientes.

Do contrário, você acabará, no médio prazo, não tendo mais permissão para vender o que oferece, já que o número de reclamações contra a sua empresa será alto o suficiente para minar os esforços comerciais do seu negócio.

Responda: Seus clientes recomendariam a sua empresa para alguém da família?

calculadora-e-moedas

De forma que a empresa gere lucro suficiente para valer à pena para os proprietários manter as operações.

Esta parte por vezes é negligenciada, pois a maioria dos empreendedores de primeira viagem não sabe calcular sua margem de lucro e tampouco consegue identificar se o negócio está indo para o buraco ou se está crescendo.

Conheço muitos empresários que estão presos em suas empresas porque elas simplesmente vendem, mas não percebem que suas empresas na realidade não estão dando lucro algum ou pelo menos que suas margens são muito pequenas.

Analise o seu negócio como todo ou se ainda não tiver um negócio, faça as contas antes de começar de quanto precisa vender para ter uma margem de lucro suficiente para que valha à pena a operação.

Um negócio lucrativo de verdade, como o próprio termo já diz, precisa dar lucro e vou mais adiante, segundo Warren Buffett, um dos maiores investidores do mundo, este lucro precisa ser maior que 40%.

Responda: Qual o lucro necessário para que valha à pena você manter as operações do seu negócio?

Para se aprofundar no tema

Adquirir o livro Manual do CEO pode ser um bom primeiro passo para você tomar, mas se você desejar também conhecer algumas ideias de negócio lucrativas, fica a dica para visitar a nossa página especial dedicada a ideias de negócio.

Considere também reler o artigo com mais atenção para verificar se compreendeu bem o que tratamos aqui.

DICA BÔNUS: recomendo a leitura do nosso guia com 130 ideias de negócio para abrir empresa com menos de mil reais que vai ajudar você a encontrar a melhor ideia de negócio para abrir empresa.

Clique aqui para baixar a coletânea completa.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 398 outros assinantes

Sobre Marcos Rezende

Marcos Rezende é criador e principal editor do portal Negócio do Zero, além de ser também professor e orientador de empreendedores no Curso Online de Criação de Negócios do Zero voltado para quem deseja abrir o seu próprio negócio sem colocar em risco a segurança da sua família e de suas reservas financeiras.