Como escolher um software de gestão empresarial

Se você é um empresário que almeja sucesso no seu negócio, já deve ter se perguntado: o que devo fazer para que tudo dê certo? Ainda que seja uma pergunta incerta, você sabe que tem de trabalhar duro.

Mas, não basta se empenhar se você não fizer isso da forma adequada. Não é raro ouvir falar de empresas que tinham um futuro promissor, mas que em poucos anos acabaram fechando suas portas.

Então, o que fazer para que a sua empresa não entre para essa lista? Sabemos que essa não é uma resposta fácil. Para chegar ao topo, não existe fórmula mágica. São dezenas de fatores que podem interferir e influenciar no andamento da empresa.

Contudo, se na sua trajetória você usar as estratégias certas e as ferramentas adequadas, suas chances melhoram muito e sua capacidade de lidar com os possíveis imprevistos também se fortalece.

Pensando nisso, preparamos esse artigo sobre como escolher um software de gestão empresarial. Você também pode adquirir mais informações para lidar com a sua empresa acessando nosso Kit Superação.

Sua empresa não é qualquer uma, nem seu software deve ser

Se por um lado a grande demanda de softwares de gestão empresarial pode parecer uma oferta interessante, por outro é também frustrante. Isso porque muitos deles não correspondem às expectativas dos empresários.

A maioria das empresas tem um objetivo igual: gerar lucros. Mas, cada uma funciona de uma maneira diferente. Ora, se sua empresa não é qualquer uma, pois tem necessidades específicas, seu software também deve ser igualmente adaptado às necessidades individuais do seu negócio.

É óbvio que todo empresário quer encontrar um software de gestão que facilite seu dia a dia, oferecendo segurança para que ele possa conduzir seu negócio e fazê-lo crescer cada vez mais. Por que então grande parte dessas ferramentas não conseguem atender a essa necessidade?

Isso acontece porque muitas vezes esses produtos são desenvolvidos e pensados para grandes empresas e eventualmente, adaptados para pequenos negócios. Com isso, suas tão divulgadas funcionalidades acabam não sendo adequadas para as necessidades reais do micro e pequeno empreendedor.

Se não for para facilitar, para que software?

Muitas vezes, o pequeno empresário adota o uso de um software de gestão desses “adaptados”, ao invés de buscar e investir em um que seja desenvolvido para o seu negócio. O que normalmente acaba acontecendo é que ao invés de facilitar a gestão da empresa, a própria ferramenta acaba se tornando um incômodo.

A manutenção, suporte, atualização, instalação de novos sistemas entre outras necessidades que esses produtos podem vir apresentar, o tornam ainda mais caros e difíceis de utilizar. Muitas vezes também, esses softwares não oferecem plataformas customizáveis, engessando a forma de gerir seu próprio negócio. Ai não dá!

Saiba o que procurar

Quando você sabe o que precisa para sua empresa, quais as funcionalidades o software tem de ter para suprir suas necessidades, fica muito mais fácil escolher.

Outro ponto importante é verificar quanto a utilização online, o que permite acesso de qualquer ponto, sem alterar no uso do sistema. Bons softwares geralmente são oferecidos para teste gratuito por um período. Nesse tempo é possível conhecer a ferramenta e ver se ela supre as suas necessidades.

Antes de escolher o software de gestão de sua empresa, verifique alguns itens. Você pode analisar quais deles são mais importantes para seu negócio e se o software em questão atende a esses pontos, como por exemplo:

  • É possível criar lista de tarefas e priorizá-las?
  • Pode ser utilizado e acompanhado de forma integrada por diferentes setores?
  • O software elenca a produtividade e mostra em gráficos como está o desenvolvimento de cada projeto?
  • Tem análise dos indicadores necessários para sua empresa?
  • Dá para acompanhar o tempo de execução das tarefas?
  • É possível subir e baixar documentos referentes ao processo?

Falando a mesma língua

Basicamente, o software de gestão utilizado tem de falar a “mesma língua” da empresa. Todos os processos que fazem parte da administração da empresa devem trabalhar de forma integrada, para que não haja perda de informações.

Alguns empresários utilizam mais de um software para obter os resultados que espera para cada setor. Isso pode ser feito sem problemas, desde que eles “conversem” entre si.

Na hora de escolher um software de gestão empresarial, atente para a plataforma do produto, a maneira como ele é utilizado, o tipo de suporte que é dado pela empresa que o oferece.

Não aceite modelos engessados só porque “serviram” para outras empresas. Também não dispense um software só porque ouviu falar que para determinado empreendimento não funcionou.

Você deve ter em mente que o sucesso da ferramenta está tanto associado à empresa que a oferece bem como às pessoas que a utilizam. Aqui voltamos ao “falar a mesma língua”. Com comprometimento mútuo, tem tudo para dar certo.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 352 outros assinantes

Sobre Sage do Brasil

Sage do Brasil
A Sage é líder no mercado de contabilidade integrada, folha de pagamento e sistemas de pagamento, apoiando a ambição de empreendedores pelo mundo.