3 lições que empresas como a TelexFREE nos ensinaram



Não quero entrar no mérito da legalidade de empresas de marketing multinível como a TelexFREE, BBOM, NNEX, Multiclick, Priples e outras empresas que estão sendo investigadas pelo ministério público por estarem operando como pirâmide financeira – modelo comercial previsivelmente não-sustentável que depende basicamente do recrutamento progressivo de outras pessoas. O objetivo deste artigo é o de apenas apresentar pontos que todo empreendedor deve estar atento quando optando por fazer parte de qualquer negócio. Seja ele de marketing multinível, franquia ou seu próprio negócio do zero.

1. Nenhum negócio é 100% seguro

Qualquer negócio é arriscado, mesmo uma empresa própria. Existem meses onde o faturamento da sua empresa será praticamente zero enquanto em outros o faturamento será o dobro daquilo que foi faturado nos últimos três meses. Quando você for entrar em qualquer negócio, seja ele que modelo for, você deve ter em mente que o tempo e dinheiro que está investindo nele, pode estar sendo jogado fora.



Vamos imaginar por exemplo que você esteja querendo montar um negócio de venda de doces em frente a escolas e que para montar esse negócio, você precise investir R$ 100,00 para compra dos primeiros doces. Você não deve entrar neste jogo na esperança de receber o seu dinheiro de volta rapidamente. Você deve estar atento a possibilidade de que está correndo o risco de perder os R$ 100,00 que investiu. Pode acontecer de a venda de doces ser proibida em frente as escolas ou de os próprios doces adquiridos por você não serem os mais procurados pela sua clientela. Por esse motivo é preciso que você faça uma pesquisa sobre o seu negócio, avaliando a legalidade da sua execução e o mercado onde irá atuar. Você continuará correndo riscos, mas eles serão diminuídos porque você aumentou o seu conhecimento sobre o mercado.

Quem entrou para uma empresa de marketing multinível como a TelexFREE com a esperança de receber o valor investido em poucos meses cometeu o mesmo erro que aquele que abriu o seu próprio negócio no mês passado contando com a entrada de novos clientes este mês. Para investir dinheiro ou tempo em qualquer negócio, é preciso que se assuma uma postura de apostador (encarando o dinheiro colocado na mesa como não sendo mais seu) ou de investidor (avaliando os riscos do negócio, o mercado e as estratégias para fazê-lo gerar mais dinheiro para você ao longo do tempo).

Manifestantes pedem que seja revista decisão da Justiça. (Foto: Reprodução / TV Morena)
Manifestantes pedem que seja revista decisão da
Justiça. (Foto: Reprodução / TV Morena)

2. Invista somente aquilo que você tem

Muitos empreendedores comprometem-se financeiramente com gastos na esperança de pagá-los com os rendimentos futuros do seu negócio. Não só vi isto acontecer no caso TelexFREE, mas também vejo este tipo de comportamento ocorrer com proprietários de empresas próprias. Ambos financiam carros, casas e outros bens comprometendo-se a pagar um valor mensal muitas das vezes insustentável pelo rendimento das suas empresas. Como disse no tópico anterior, existem meses de baixa e de alta em qualquer ramo de negócio. Portanto, para adquirir bens financiados, comprometa apenas aquela parte da sua renda que é coberta pelos meses de baixa da sua empresa, não mais que isso. O ideal é investir apenas um percentual daquilo que sobra no caixa da empresa, evitando comprometer não só a sua segurança pessoal como também a segurança e manutenção da sua empresa a longo prazo.

3. Encare novos negócios como renda extra

Muitas pessoas deixaram seus empregos após conseguirem obter uma boa renda com a TelexFREE sem se ater ao fato de que antes de deixarem seus empregos tinham que acumular uma reserva de segurança de no mínimo seis meses para fazer a transição do emprego para o empreendimento. O mesmo acontece com empreendedores que largam seus empregos de uma hora para outra logo após conseguirem os primeiros clientes para a sua startup. Há cerca de dois meses, comecei a investir meu tempo e dinheiro para tornar este site um negócio, pois apesar dos seus cinco anos de vida, ele era somente um blog que gerava renda somente através de anúncios de publicidade e produtos de afiliado. Criei um treinamento, consegui clientes, mas ainda encaro este trabalho como hobby e não deixo de dar atenção para as outras três empresas das quais participo da administração. Ao longo dos anos, aprendi que não é saudável para o empreendedor colocar todos os seus ovos em uma mesma cesta e o mesmo recomendo para você.

Procure pensar a longo prazo enquanto administra um negócio

Para um negócio crescer é preciso administrá-lo pensando a longo prazo. Seja administrando a nossa vida pessoa ou vida profissional (como empregados ou empresários) precisamos pensar a longo prazo. Do contrário, a qualquer nova oportunidade que surgir mudamos o foco e acabamos negligenciando os nossos sonhos. Quantas pessoas não devem ter abandonado suas metas pessoais, profissionais e financeiras para fazer parte de negócios como a TelexFREEBBOM, NNEX, Multiclick, Priples e outras? Provavelmente muitas.

Insanidade é fazer a mesma coisa repetidas vezes, esperando resultados diferentes.Albert Einstein

Não deixe de forma alguma a sua vida escapar das suas mãos porque você tem medo de perder uma oportunidade. Antes de assumir qualquer risco, tente diminui-lo de alguma forma fazendo pesquisas e se informando. Como sempre recomendo aos meus clientes, entre em qualquer coisa sempre para ganhar, porque mesmo que você perca, você sempre tirará uma boa lição para um próximo negócio no futuro. Se você tentar replicar o mesmo modelo de pensamento que o levou a ter o seu último fracasso, repetirá o mesmo resultado e provavelmente fracassará novamente.





10 Comentários

  1. Excelente artigo. Muitas pessoas se deixam levar com expectativas de ganhos fáceis num curto prazo. Isso não existe em lugar nenhum. Você tocou em duas palavras que são básicas quando você vai entrar em qualquer negócio: Pesquisa e Longo prazo. Isso é tudo! Sucesso a todos!

    • Perfeito comentário Daniel. Era exatamente esta a mensagem que queria passar. O próprio Eike Batista confiou em uma pesquisa para encontrar petróleo que não deu em nada ainda e o fez ter perdas grandiosas nos seus negócios.

  2. A telexfree não é marketing multinivel, tá aí o ministério público que não me deixa mentir.
    Não dá pra jogar tudo no mesmo saco, embora o artigo tenha pontos importantes relacionados a qialquer tipo de negócio.

    • Obrigado Luciano. A ideia não era falar das empresas de marketing multinível e sim pontuar sobre os erros que a grande maioria das pessoas que se associaram a empresas como a TelexFREE cometeram.

  3. Cara eu tenho uma empresa de aluguel de armários em escolas para alunos guardarem o material (Escaninhos ), e estou com dificuldade em desenvolver um plano de Marketing para divulgar e passar a mensagem que mochilas pesadas fazem mal à saúde dos alunos.Meu site é escaninhosescolares.com.br, gostaria que vc desse uma olhada e de repente se possível, me desse alguma idéia para eu dar um upgrade no meu negócio.

      • Então, essa é a minha maior dificuldade.Paguei 2.500,00 nesse site e não gostei. O meu negócio é muito bom está faltando algo que eu ainda não consegui identificar para decolar de vez…

        • Com R$ 1.500,00 uma das minhas empresas faria melhor para você, mas eu uma das aulas do curso que te falei, falo sobre se tornar uma autoridade no seu ramo de atividade promovendo eventos. No seu caso, promover eventos educativos para pais é o mais interessante a fazer ou mesmo patrocinar eventos em escolas. Já pensou nisso?

Comentários não permitidos.