4 lições da farinha láctea para um empreendedorismo melhor



Já é comum que tomemos um desejo para as nossas vidas e não o concretizemos. Não é que não falte amor ou garra para concretizá-lo. Falta apenas hábito. É o hábito que gera resultado. São as pequenas ações que concretizam vendas. É o não diário que faz com que em algum tempo paremos de fumar. É caminhando todos os dias que ao longo de dois anos perdemos aquela barriguinha. Enfim, o que quero demonstrar, é que são nas pequenas atitudes diárias que construímos o resultado que será a nossa vida. Pela internet afora, você encontra material para abrir a sua própria empresa, vender mais e até mesmo bons vídeos para se motivar, mas nada disso será suficiente se você, como agente de mudança da sua vida, não se decidir e não agir para concretizar os seus sonhos.

Quando vemos um produto na prateleira do supermercado, talvez não imaginemos o que fez com que aquele produto chegasse até ali. A Farinha Láctea, por exemplo, foi criada em 1866 pelo farmacêutico Henri Nestlé para salvar a vida das crianças da Suíça que estavam tendo sérios problemas de desnutrição. O desejo de Henri era o de salvar a vida das crianças do seu país, mas de nada adiantaria cultivar esse desejo se não houvessem tido ações para torná-lo realidade. Criar um produto ou uma vida eterna é percorrer com determinação um ciclo produtivo de preparação, planejamento, execução e avaliação. Seja você um Henri Nestlé, um Henri Ford um Zé Rezende qualquer.

1. PREPARAÇÃO
Alguns autores apresentam a preparação como parte do planejamento. Porém, prefiro mantê-las separadas já que o empenho nesta fase tem a mesma importância que na fase de planejamento. Antes de planejar, é preciso reunir o máximo de informações sobre si e sobre o mundo. Quais são os seus talentos? Quais são os seus papéis? Qual é o desempenho ideal que você deseja ter em cada um dos seus papéis e com cada um dos seus talentos? Essas são perguntas cruciais e de alto valor para a concretização do seu projeto, seja ele qual for. Não saber quais são os seus talentos, pode lhe fazer trabalhar em algo onde não se sobressaia. Da mesma forma, desempenhar um papel onde não se tem ideia de como deve ser o seu desempenho, pode fazer com que você seja desqualificado pelas expectativas enquanto o desempenha.



2. PLANEJAMENTO
Se vamos atravessar a ponte, precisamos saber com antecedência onde vamos pisar e quais riscos corremos a cada novo passo. Já checamos quais são as nossas forças e as nossas fraquezas. Conhecemos nossos talentos e nossas competências, assim como também conhecemos onde não conseguimos ter um bom desempenho. Agora é hora de conhecer as oportunidades e ameaças que estão à frente do nosso caminho. Lembrando-nos que sempre existe um talvez, podemos traçar tantos quantos caminhos alternativos necessários para quando aquela condição inesperada surgir. Estar preparado e com tudo planejado é o que compõe uma das incógnitas da equação que nos conduzirá ao sucesso.

“Se você acredita que pode conseguir ou que não pode, você está certo.” ~ Henry Ford

3. EXECUÇÃO
Na hora da execução é quando a maioria das pessoas falham. É preciso manter a disciplina, evitar a procrastinação e ainda motivar-se todos os dias para não ser abalado pelas influências externas. É nesta fase que virá o medo das coisas darem errado e de ter seus planos rejeitados pelo mundo. Porém, nada disso importará se o seu “coração estiver na ponta da chuteira”. Uma boa execução é feita baseada em um plano e executada com bastante esforço. Recompense-se a cada pequeno objetivo atingido. Mantenha-se motivado através de músicas, fotos, frases, leituras e pessoas interessantes. Enfim, parta para o ataque sem recuar para a defesa.

4. AVALIAÇÃO
Pisou, avalie. Andou três passos, avalie. Conseguiu concluir um primeiro objetivo, avalie. O que deu errado no seu percurso? O que poderia ter sido feito de uma outra maneira? Que talento você deixou pra trás sem utilizar? Que competências foram mal escolhidas e provocaram alguns deslizes? Crie um mega questionário, descanse e avalie o seu percurso, pois isto é muito importante. Sem essa avaliação, o próximo ciclo de preparação, planejamento e execução pode ter um desempenho muito ruim. Pelo contrário, se a sua avaliação for bem feita, o seu próximo ciclo de conquistas pode ser muito melhor e assim por diante, em cada novo ciclo.

ÚNICO E ETERNO
Você já é único em todo o mundo. Só você sorri da forma como você sorri. Só você ama da forma como você ama. Só você tem esse jeito que só você tem. Você é um único. Você é especial. Você não pode desperdiçar isso! Você não deve dar as costas para isso! Preparar, planejar, executar e avaliar são as etapas que você precisa seguir para ser melhor daquilo que você já é. Só este produto que Henri Nestlé criou há quase 150 anos, demonstra com que um desejo, quando colocado em ação, pode atravessar vidas e vidas. Henri morreu ainda no século 19, mas a sua vida continua presente hoje nas prateleiras dos supermercados mais modernos de todo o mundo em pleno século 21. Uma decisão simples, seguida de ações em sequência que tornaram ele e a sua empresa reconhecidos em todo o mundo.

Não posso afirmar que Henri fez uso das quatro etapas citadas anteriormente para manter-se motivado e conquistar o seu objetivo, mas posso afirmar que se você precisava de um motivo para empreender em direção aos seus sonhos, ele está dado. Torne-se ETERNO!

Trilhas da versão em áudio deste post:





4 Comentários

  1. Esse negócio de preparação realmente é bom. Quis mudar o curso que vou tentar na faculdade por observar que apesar deu gostar, minhas habilidades naquela determinada matéria não condiz com o que pede. Ou seja poderia vencer, sim. mas com muio custo.

  2. Felipe, sempre podemos vencer, mas para que irmos em direção onde teremos que fazer mais esforço? Nossos talentos estão aí para nos favorecerem e apontarem o caminho menos tortuoso. Manda ver! Sucesso!

  3. Parabéns pelos artigos. Tem me ajudado muito. Sou como vc disse, já pensei em montar mil coisas e fico esperando a grana aparecer e sonhando. Preciso levantar do sofá e do computador .

Comentários não permitidos.