5 argumentos para você empreender hoje



Você desde sempre sentiu que deveria ser livre, sempre teve muitas ideias e uma vontade enorme no peito de fazer a diferença no mundo criando coisas que muitos acreditavam ser impossível. Cá entre nós, você é o único que realmente acredita nas coisas que você diz e se sente alegre em observar a desconfiança dos outros naquilo que você faz. Você é um empreendedor. Porém, de nada adianta ser empreendedor se você não pratica a sua atividade. É como ter raquetes de tênis paradas em casa e não sair para jogar ou ter tênis de corrida novos pendurados no armário e não sair para correr. É preciso fazer a transição entre o desejo de ser e o tornar-se o ser. Por isso, hoje, vou te dar um empurrãozinho…

1. Você pode estar tornando o mundo um lugar mais pobre por estar parado

Outras famílias poderiam estar sendo alimentadas e a taxa de desemprego poderia ser menor se não fosse você ficar acoado no canto reclamando do governo, das instituições bancárias, da educação e das novidades tecnológicas. Uma pessoa cheia de ideias, mas parada não serve de nada para a humanidade. Você pode estar sendo a causa de muitos problemas humanos por não ter se colocado em atividade. Não pense muito em você quando for empreender, pense nos outros, porque aí, quem sabe, você se mexe e faz alguma coisa de útil. Parado aí é que não dá.

2. O mundo não avança intelectualmente e tecnologicamente porque você não está fazendo a sua parte



Foram os malucos e loucos empreendedores que fizeram o mundo avançar. Um louco achou que uma máquina seria mais rápida que um cavalo e foi lá e fez. Outro acreditou que poderia fazer uma máquina voar e foi lá e fez. Mais um acreditou que os computadores se tornariam um objeto de uso pessoal e foi lá e fez. Se as suas ideias não saírem da sua cabeça elas não irão balançar o mundo. Um simples blog como esse que tenho provoca burburinho e indagações, logo, porque você não coloca a sua ideia para fora e se torna útil para a evolução do mundo? Vamos perder o medo né?

3. Não treinando a atividade que mora no seu coração, você morre sem ter feito aquilo que deveria ter sido feito

Você tem a opção de não fazer aquilo que deveria estar fazendo segundo o seu coração. Você pode ficar ao lado da pessoa que não gosta, trabalhar naquilo que detesta e morar em um lugar que não te agrada. Isto é a sua opção. Entretanto, colocar esta opção em prática não te levará a nenhum lugar a não ser ao hospital para tratar as suas doenças, fruto de anos de esquiva daquilo que você sentia que deveria ter feito, mas que não fez. Se você vai em direção ao que você quer, utilizando todo o conhecimento sobre si mesmo na sua caminhada, você pode até apanhar bastante da vida, mas continuará forte para persistir em direção aquilo que tem fé. Estamos vivos para treinar a nossa moral e a nossa ética no convívio com os demais e se não colocamos em prática o serviço que mora dentro do nosso coração, procrastinamos como seres humanos e não nos desenvolvemos, morrendo de tristeza no final.

4. Você não se torna bom o bastante para conquistar o respeito daqueles que te cercam

Só fazendo aquilo que queremos fazer é que nos trabalhamos e é por causa desse trabalho interno que ganhamos o respeito das outras pessoas. Dinheiro e posição social é ilusório, mas a sabedoria sobre si mesmo é um bem que ninguém nunca te tira. Quando progredimos sonhando e acreditando, mantendo a fé em nós mesmos, as outras que pessoas que no início nos achavam um pouco loucos, vão começando a confiar na nossa tenacidade e pouco a pouco nos respeitar pela pessoa que estamos construindo. Não é possível construir nada sem um bom alicerce e no nosso caso, este bom alicerce está no nosso talento de empreendedor.

5. Você não conseguirá ser um exemplo de busca da felicidade para os seus filhos

Se o restante dos argumentos não te convenceu, espero que este te convença, principalmente se você já tiver filhos. Eu cometi erros demais na minha vida, mas todos eles tinham um foco: a minha felicidade. Apesar destes erros terem sido cometidos não me arrependo de nenhum deles porque vou poder dizer para os meus filhos que eu estava tentando a todo o momento encontrar a minha felicidade. Criei inúmeros negócios que não deram certo e que colocaram em risco a saúde financeira minha e deles, mas se eu tivesse ficado parado, estático, aguardando a vida vir na minha direção, como poderia dizer para um dos meus filhos fazer somente aquilo que lhes faz feliz? Não suportaria a sensação de ter que falar para o meu filho que estudo vem antes de caráter e que é melhor a segurança de um emprego do que as aventuras de ser um empresário. Se o destino de alguém é servir como empregado que sirva como empregado, mas se o destino é servir como empresário, então que faça isso. Não foi legal para mim ter investido alguns anos da minha vida tentando ser aquilo que eu não era e não acho que isso também será legal para qualquer dos meus filhos. Portanto, para apontar o caminho para eles, preciso antes entrar neste caminho.

Conclusão

Espero sinceramente que algum desses cinco argumentos tenham servido para você tirar as suas ideias do papel e empreender. Não se sinta mal se você não tiver tempo, pois muitos empreendedores hoje estão abrindo seus negócios em menos de 24 horas. Se você quiser fazer algo, você vai descobrir uma maneira de fazer. Foi assim comigo e certamente será com você. Apenas mantenha a confiança e a fé em você mesmo que tudo ocorrerá da maneira como deve ocorrer, inclusive seus erros que são apenas maneiras diferentes de se olhar os acertos. Mete bronca e siga em frente.



3 Comentários

  1. olá marcos eu tenho um pequeno galpão próximo a minha casa mas o local não é tão comercial (movimentado) já pensei em abrir uma loja de mat. construção, um loja de moveis usados ou reciclagem de lixo. mas meu talento é consertar, já fiz alguns planos mas tenho muitas duvidas, pensei até em unificar os três mas posso perder o foco. vou recorrer ao sebrae, mas antes gostaria de saber sua opinião. antes de tudo parabéns pelo seu trabalho, sempre estou indicando o mesmo aos amigos.

    • Obrigado Luiz. O ideal é ter foco e com o tempo ampliar para os outros segmentos, pois tentando fazer tudo acabamos não fazendo nada, uma regra de ouro no mundo dos negócios e da vida. Continuemos insistindo!

Comentários não permitidos.