5 dicas para controlar o fluxo de caixa da sua empresa



O fluxo de caixa é uma ferramenta importante para controlar as finanças de todo tipo de empresa, é através dele, que ocorre o monitoramento do fluxo de dinheiro que entra e sai da conta da empresa em um período determinado de tempo. Tendo todo esse controle, fica muito mais fácil organizar os gastos e gerir o negócio de modo mais eficiente.



Agora que você já sabe o que é o fluxo de caixa, iremos mostrar a seguir algumas dicas básicas de como fazer o controle dessa importante ferramenta dentro da empresa. Confira a seguir.

1 – Registre todo tipo de movimentação

Independentemente de qual for o valor gasto ou então recebido, é muito importante que todos eles sejam registrados. Dessa maneira, será possível organizar as contas de modo correto e evitar desperdício de dinheiro.

É primordial que se separe tudo em categorias diferentes, pois isso permite a identificação dos principais tipos de gastos e também de receitas e ter ciência de onde eles vêm. Evite apenas contabilizar os gastos como saída de dinheiro. Tenha tudo discriminado, dessa maneira, você saberá como os recursos foram usados e quais as origens dos rendimentos.

2 – Controle o fluxo de caixa diariamente

Realizar um controle/acompanhamento do fluxo de caixa diariamente previne todo e qualquer tipo de surpresas. Ter essa serenidade e controle permite um planejamento adequado, e como consequência disso, facilita a previsão de situações complicadas, facilitando tomadas de decisões mais coesas e corretas.

Isso faz com que a gestão financeira de sua empresa siga sempre saudável e segura.

3 – Conheça seu estoque

Em muitas vezes, o estoque é um capital que não rende jurou ou gera renda, ou seja, é um capital imóvel. Entretanto, o dinheiro nele investido, impede que oportunidades mais lucrativas para a empresa sejam aproveitadas.



Questionamentos do tipo: “Qual é o valor do estoque hoje? ”, “quais os limites mínimos e máximos de estoque? ” Auxiliam na compreensão de quanto a empresa pode gastar.

Conhecer seu estoque e saber controla-lo, auxilia a visualização de quando é o momento certo de comprar ou então não comprar. Ao fazer esse tipo de controle, o resultado é enxergado no fluxo de caixa, permitindo assim, que se trabalhe com o dinheiro da melhor maneira possível.

4 – Não pense só nesse momento

Com um fluxo de caixa bem controlado, é possível realizar projeções para todo o ano. Com ele, você pode fazer avaliações de diferentes cenários e se preparar para possíveis adversidades.

Ao saber quais são os gastos e ganhos mensais é possível visualizar despesas inesperadas e evita-las no futuro.

5 – Avalie o capital de giro e aja de modo realista

Com o fluxo de caixa é possível verificar se houve o retorno que você esperava, ou notar que há pontos e contratos que podem ser renegociados com os clientes e por fim enxergar com clareza o capital de giro.

Com todas essas nuances avaliadas, você será capaz de prever o cenário a médio prazo e investir de modo correto e adequado, sem que a empresa dê um passo maior do que poderia dar.

Agora é a vez de vocês. Como você gerencia seu fluxo de caixa? Tem alguma dica diferente para passar? Utilize o campo de comentários para falar sobre esse importante tema.