Como calcular o preço de venda da sua hora de trabalho



Um dos meus coachees trabalha com desenvolvimento de software há bastante tempo, mas tem dificuldade para se lançar no mercado como freelancer apesar do seu enorme talento. Ele me procurou pedindo o meu apoio para traçar um plano que ele pudesse seguir para começar a prestar serviços por conta própria e passo a passo conquistasse a liberdade profissional que tanto deseja.

Como primeiro passo, resolvemos estabelecer o quanto ele precisaria cobrar pelo valor da sua hora para que pudesse viver somente do seu trabalho como freelancer. Assim, chegamos a conclusão de que seria necessário, em primeiro lugar, colocar no papel separadamente as despesas fixas e as despesas variáveis para termos uma noção da reserva financeira que seria necessária para ele iniciar o seu empreendimento e do valor que deveria estabelecer como mínimo de entrada em seus projetos.


Publicidade

DESPESAS FIXAS
As despesas fixas não se referem de maneira nenhuma as dívidas de cartão de crédito ou de limite de cheque especial, elas são apenas aquelas despesas obrigatórias para a sobrevivência. Isto quer dizer que neste grupo de despesas deve-se apenas incluir gastos com aluguel, luz elétrica, gás encanado, telefone fixo, plano básico de celular, etc. Tudo aquilo que é extremamente necessário para manter um conforto básico para você e para a sua família.

DESPESAS VARIÁVEIS
Jantares em restaurantes, cinema no final de semana e roupas novas são coisas que não fazem parte das necessidades básicas da sua vida, podendo ser postergadas. Isso significa que elas apenas devem ser anotadas e realizadas somente quando sobrar uma reserva mínima no seu orçamento como profissional autônomo, pois de agora em diante você será o dono da sua empresa e deverá arcar com todos os custos para tal.

DÉCIMO TERCEIRO
Cada vez mais imprescindível no mundo dos freelancers, ter um salário a mais por ano significa poder ficar uns tempos afastado do trabalho para viajar e usufruir do dinheiro que ganhou nos seus projetos. E para conseguir juntar essa quantia em um ano é necessário dividir as despesas fixas por doze e agregar este valor ao seu cálculo de valor de hora.

LUCRO
Esta é a parte mais importante para quem é profissional autônomo, pois é com este incremento que o seu valor de hora ganhará força e crescerá. Um crescimento que corresponde a experiência e competência do profissional. Quando começando, o freelancer deve pensar em algo em torno dos 20% para agregar ao seu valor de hora e, conforme for ganhando mais experiência, aumentar este valor sucessivamente até que a sua vida profissional fique confortável ao ponto de escolher em que projetos irá trabalhar.

FÓRMULA
Sabendo dos itens acima, basta aplicar a fórmula abaixo para chegar com precisão ao seu valor de hora. O meu coachee gostou da idéia e já irá colocar em prática em seus próximos projetos. Em outros artigos colocarei mais alguns dados dessa experiência de coach para a área de TI, a maioria do público que assina este site.

((Desp. Fixas Mensal + 1/12 Desp. Fixas Mensal) + 20% Lucro) / Núm. Horas Trabalhadas = Valor Hora

Exemplo:


Publicidade

((R$1200,00 + R$100,00) + R$260,00) / 80 = R$19,50


Publicidade