Contador e advogado: todo negócio precisa deles (mas tem que ser bom)



O pessoal da Empreendemia está bolando uma maneira de apresentar na sua rede social advogados e contadores de empresas que sejam bons e assim disseminar os bons e exterminar os maus profissionais dessas áreas tão necessárias para a criação e desenvolvimento de um negócio. Falo por experiência própria que, apesar de ter tido desde sempre um excelente contador, quando este ocupava um escritório de uma empresa, trabalhando lá como funcionário, por vezes, só pelo fato de trocar de contador dentro do próprio escritório, vi minha empresa ser mal administrada. Da mesma forma que fui mal atendido e até fiquei em apuros com advogados que não tinham o menor comprometimento com a minha causa, mas que só me ligavam para fazer a cobrança mensal sem dar andamento a qualquer um dos meus processos.

Estamos prestes a ter uma revolução neste tipo de serviço, através das empresas que hoje estão na internet e se conectam ao Empreendemia e irão fazer sugestões de seus contadores e advogados através do sistema, permitindo que os maus profissionais sejam excluídos e reciclados por gente nova e comprometida.

É bem verdade que sou suspeito para falar do meu contador, pois o conheço desde que tínhamos quatorze anos e estudávamos juntos no CEFET-RJ, mas realmente ele tem um comprometimento e uma calma de ação que me deixa muito seguro, pois não existe pior coisa que perguntar a um profissional de uma determinada área o que fazer e ele se mostrar nervoso ou ansioso por não ter uma resposta.



Também sou suspeito para falar do advogado que cuida dos contratos da Noxion, mas nesse âmbito, tomei muito prejuízo antes da sua contratação, uma vez que parece que os advogados vivem em um mundo paralelo e inalcançável onde não temos qualquer poder contra eles se eles resolver simplesmente dar o fora e te deixar com as multas na mão.

Isto vale para qualquer fornecedor que contratar e também para profissionais destas áreas:

  • Pegue referências
  • Verifique o seu registro
  • Faça um contrato
  • Informe-se a respeito
  • Pegue recibos dos pagamentos