Paixão: o ingrediente número um para quem deseja empreender



Se trabalhar em uma empresa fazendo o que não se tem afinidade já é difícil, imagine tocar um negócio onde não existe qualquer paixão? Para manter acesa a chama de qualquer relacionamento, seja pessoal ou profissional, é imprescindível haver paixão, pois do contrário, ao invés de vermos esse relacionamento crescer, o veremos afundar juntamente com a nossa vida. Na minha experiência como empreendedor, creio que todos temos o direito de vivermos apaixonados pela nossa própria vida e, principalmente, por nossas causas.

Imagem por LivornoQueen_NewFlickrS ux



COMO CRIAR PAIXÃO
Quando dei a minha última guinada na vida, há pouco mais de dois anos, me questionei muito sobre qual era o meu papel na sociedade. Confrontei-me por vários dias e até meses perguntando-me o que fazer e só encontrei a resposta quando, ao invés de olhar para o mundo e procurar “necessidades”, comecei a olhar o que eu tinha de bom para dar. Assim, baseei-me nisso para criar este site e evoluir muito mais em pouco menos de um ano do que talvez evoluí nos últimos cinco anos que passei “cego”. A primeira paixão que você precisa ter é por si mesmo, por suas habilidades e seus talentos, depois vem a paixão naquilo que os seus talentos são capazes de produzir. E o que os nossos talentos produzem como resultado do seu trabalho em conjunto, normalmente têm a nossa cara, ou seja, a cara da primeira pessoa pela qual somos completamente apaixonados! Ou você já ouviu o termo “insistimento” antes?

PAIXÃO E MOTIVAÇÃO
Uma vez apaixonados podemos cruzar o mundo para encontrar a razão da nossa paixão. Seja uma pessoa, uma idéia ou uma visão de mundo, a nossa paixão traz para perto de nós aquela meta audaciosa e vibrante que tanto desejamos. Não há segredo nisto, é apenas o fruto da motivação contínua de uma pessoa apaixonada. Por isso é tão essencial que descubramos quem somos, quais as nossas qualidades e nossos talentos, para que saibamos “quem” estamos procurando. Eu bati muita cabeça até chegar a conclusão de que eu não precisava fazer nada demais para sobreviver do que apenas ser eu mesmo. Quando você se torna mais autêntico, sua auto-estima dá um salto e o mantém motivado dia após dia para encontrar a razão da sua paixão.

PAIXÃO PELOS FILHOS
Todo pai e toda mãe se derrete de amores pelos filhos não é verdade? E o que são os filhos? São o fruto de uma relação apaixonante. Logo, se possuímos uma relação apaixonante entre nós e os nossos talentos, inevitavelmente os frutos desse “casamento” nos farão rolar no chão e brincar de cavalinho o tempo inteiro! Uma árvore não faz esforço para dar frutos, ela apenas utiliza os seus “talentos” para fazer aquilo a que foi determinada fazer: dar frutos e flores. Como bom empreendedor, que vive da relação de gerar “filhos” e “filhos” pelo mundo, é importante manter esse foco nos talentos pessoais para gerar “novos filhos” cada vez mais bonitos e mais saudáveis.

O mundo precisa de negócios saudáveis e negócios saudáveis são aqueles que geram saúde para quem toca, para quem executa e para quem consome o negócio.

Hoje, conversando com uma cliente, falávamos sobre as três coisas que os doentes terminais dizem não ter feito durante as suas vidas: primeiro, é não terem dado muita atenção para a família; segundo, é não terem ido atrás dos seus sonhos; e terceiro, não terem se apaixonado. Tudo o que fazemos diariamente é tão somente para a hora da nossa morte, pois afinal, será nessa hora que nós seremos cobrados pelos nossos talentos que provavelmente terão se tornado ferramentas enferrujadas. Nossos talentos e nossa consciência andam de mãos dadas para nos dar a força adicional que precisamos para agir, mas se não agirmos, nada acontece, apenas morremos em vida.



1 Comentário

  1. Honra minha ser o primeiro a comentar este pequeno tesouro de texto. Queria apenas dizer que eu fui uma das pessoas felizardas que teve a sorte de, por um acaso do destino em um momento simbólico da minha existência, encontrar este site cujo propósito com certeza abriu e expandiu a minha consciência. Talvez este seu propósito seja o "empurrãozinho" pragmático e racional necessário que todo ser humano precisa por duvidar demais em sua própria intuição natural. Mais uma vez parabéns e obrigado.

Comentários não permitidos.