Preto no branco: lições de empreendedorismo organizado



Arrume o seu quarto! Arrume a mesa! Leve isso lá para dentro! Não tire nota baixa! Guarde seus documentos! Controle o seu dinheiro! Todas essas eram frases ditas e repetidas mil vezes pelos meus pais enquanto morei com eles. Bronca em cima de bronca, todos os dias. Não importava o que eu fizesse de bom, sempre eles estavam apontando aquilo que eu deixava por fazer. “Ô saco” – pensava eu naquela época. Hoje, olhando para trás e vendo minha menina mais velha começando a trabalhar, percebo o quão é importante essa encheção de saco dos pais. Tudo preto no branco, tim-tim por tim-tim, pingos nos “is”, enfim, lições de um empreendedor organizado e chato.

PRECISAMOS SER CHATOS
Sabe aquela coisa de “caxias”? Aquele camarada que faz tudo certinho? É nota fiscal pra cá, imposto pra lá, registro de horas ali, papel assinado aqui, etc. Todo dono de empresa precisa ser “chato” no bom sentido da palavra. Ele precisa estar e mostrar que está no controle da situação. Ele precisa ter firmeza e poder nas suas decisões. Ele não pode largar uma roupa suja no meio da sala e fingir que não a está vendo ali. Ele não pode deixar de controlar os centavos do que ganha e que gasta, pois quando o empresário cresce, ele já não tem mais pai e mãe pra ficar buzinando no ouvido dele. É hora de andar sozinho com as próprias pernas.

Quanto mais segurança temos das coisas que estamos decidindo a cada segundo, mais firme fica o nosso negócio. Concordo que examinar o fluxo de caixa é uma coisa chata, mas é algo que precisa ser feito, porque são naqueles pequenos e aparentemente insignificantes números que estará o seu lucro ou o seu prejuízo. Da mesma forma que ler contratos pode ser demasiado cansativo, pois muitas das vezes fica um enviar e receber e-mails intermináveis entre você, seu cliente e os respectivos advogados. Mas isso também precisa ser feito. Quando faço essas coisas chatas, sinto como se um pai e uma mãe estivessem gritando comigo de dentro de mim: “Olha esse caixa direito moleque! Se lembrou de categorizar as despesas? Não vai deixar esse contrato em qualquer canto não hein? Conferiu a sua assinatura nas duas vias? Lembrou de colocar testemunha?”.



OS NÚMEROS PRECISAM BATER
Muitas empresas iniciantes tocam os seus caixas de forma muito informal. Misturam despesas pessoais com despesas da empresa, não atualizam os vários documentos contábeis que precisam atualizar e ainda não pagam seus impostos. Como que uma empresa dessas poderá receber um investimento ou tornar-se grande? Simplesmente não dá. A cada dia em que a bagunça do passado não é arrumada, mais complicado fica de se organizar tudo isso.

Eu tenho o maior orgulho de ter meus números batendo. A conta bancária da empresa bate com o fluxo de caixa, que por sua vez bate com os documentos contábeis. Tudo preto no branco, sem confusão. Isso é administração. Hoje queria encontrar meus professores de faculdade para lhes dizer que finalmente consegui aprender na prática o que é administrar os números. E apesar do meu trabalho ter apenas começado já sinto uma satisfação muito grande por encerrar 2011 tendo feito isso.

10 DICAS PARA VOCÊ COLOCAR OS PINGOS NOS “IS” DA SUA EMPRESA

  1. Separe seus gastos pessoais dos gastos da empresa, mantendo contas bancárias separadas.
  2. Utilize um gerenciador de contas para apontar nele todo o seu caixa refletindo os valores da sua conta bancária.
  3. Separe dois dias por mês para fazer bater o caixa com a conta bancária. Dia 15 e dia 30 são ótimos pra isso.
  4. Tenha uma regra simples e clara de orçamento. Em 2011 utilizamos a regra dos 1/3 (1/3 de infra, 1/3 de funcionários e 1/3 de lucro) e em 2012 vamos utilizar a regra dos 1/6 (1/6 de infra, 1/3 de funcionários e 1/2 de lucro).
  5. Faça retirada de lucros da empresa apenas anualmente ou semestralmente, nunca mensalmente.
  6. Pague um salário para você e encare lucro como extra.
  7. Tenha um bom contador que revise o seu trabalho.
  8. Faça reuniões mensais com os seus sócios para olhar o fluxo de caixa.
  9. Enquanto a empresa estiver pequena e crescendo, reinvista sempre metade do lucro.
  10. Anote tudo e seja correto no pagamento dos seus impostos, é a carga tributária que você paga que diz o quão grande sua empresa é.

ÚLTIMA DICA
Lembre-se das broncas dos seus pais e não deixe a peteca cair nunca. Não dê mole. Lembre-se de que os seus pais podem vir gritar com você a qualquer instante. Então não espere nem mais um segundo para se organizar e plante a semente do seu Ipê.



6 Comentários

  1. Olá Marcos!

    O que separa o "chato" do post do perfeccionista? Nesse sentido, até que ponto o excesso de organização atrapalha?

    Abraço e obrigado pelo conhecimento compartilhado!

  2. Muito bem explicado, parabéns. Vai me ajudar muito para melhorar a organização na empresa. E se puder desenvolva algo sobre o Coworking, uma tendência que está e alta no mercado. Obrigada.

Comentários não permitidos.