Como criar uma tabela de preços correta para produtos e serviços



Digamos que você tenha uma empresa bem estruturada.

Depois de todo o planejamento que fez e de tudo o que pesquisou, sabe que há um grande potencial para o crescimento do seu negócio.



Além do mais, você está disposto a oferecer serviços e/ou produtos de qualidade.

Neste caso, não falta nada para o caminho até o sucesso, não é mesmo?

Na verdade, falta sim!

E falta o principal: uma tabela de preços adequada.

Um dos maiores problemas de grande parte dos empreendedores é precificar os produtos ou os serviços que oferece.

De fato, calcular e estabelecer um valor justo e competitivo não é tarefa simples.



São muitos detalhes que algumas vezes podem passar despercebidos.

Para ajudar você, extraímos algumas informações dos materiais gratuitos que a 4Blue disponibiliza no seu site.

Lá, você também pode acessar as ferramentas de precificação para produtos e também para serviços.

Faça as contas

Como já mencionamos, criar uma tabela de preços correta é uma tarefa muito importante, fundamental para o sucesso e crescimento da sua empresa.

Se o preço cobrado estiver errado você terá prejuízo, poderá ter grandes perdas a longo prazo e até mesmo ir à falência.

Basicamente, tanto para empresas que oferecem serviços quanto para aquelas que vendem produtos, o cálculo se baseia nos custos e despesas, objetivando lucro.

Mas, deve também levar em conta o valor praticado pelo mercado e se o mesmo é atrativo para os clientes.

Para chegar a uma conta justa, tudo isso deve ser considerado conjuntamente.



Quanto custa?

Antes de montar sua tabela de preços e calcular o preço final do seu serviço, você precisa levar em conta que dentro do preço devem constar itens como: parte das despesas fixas, impostos referentes ao funcionamento do negócio, custos variáveis do serviço ou produto, lucros e investimentos.

Lembrando que:

  • Custos variáveis: são todos os gastos relacionados ao seu produto ou serviço: preço da peça, comissão, embalagem, etc.
  • Despesas fixas: são os gastos relacionados à estrutura da sua empresa. São “fixas” sempre estarão presentes: água, luz, salários, aluguéis, etc.

Como calcular o seu preço de venda

Para fazer o cálculo, lembre-se de que você quer chegar a uma tabela de preços que cubra todos os custos que você tem referentes ao produto ou serviço e ainda obter lucro e uma parcela para investimento.

Basicamente, a conta vai ser:

CUSTOS + DESPESAS + LUCROS = PREÇO DE VENDA

No caso de oferecer um serviço, você deve conhecer sua capacidade produtiva. Na hora de prestar um serviço, o “produto” em venda é o tempo que ele leva para ser executado.

Quando você obtém o número de horas de serviço que consegue prestar por mês, sabe quanto cobrar pelo tempo do serviço somado ao preço de cada serviço prestado. Veja como fazer esses cálculos acessando o nosso e-book Calculando o preço do seu serviço.

Caso você ofereça um produto, além do valor investido para obter o mesmo, precisa levar em conta o faturamento previsto da sua empresa. Depois é só usar a fórmula que disponibilizamos em nosso e-book: Calculando o preço do seu produto.

Use os cálculos e seja sensato

Vamos relembrá-lo aqui de que a tabela de preços obtida através dos cálculos deve servir de base inicial para a formação do seu preço final.

Mas, que a sua empresa deve levar em conta os valores praticados pelo mercado, podendo dessa forma, até mesmo obter um lucro maior.

Para te ajudar a entender melhor todo esse detalhado processo de cálculo, a 4blue disponibiliza gratuitamente ferramentas supercompletas que calcula o preço para produtos e serviços.

Além de chegar ao seu preço ideal, você ainda poderá calcular e entender o seu ponto de equilíbrio (mínimo que sua empresa precisa faturar para não ter prejuízo).

Conte conosco!