Você é um empreendedor “barata”?



Muitos já passaram por essa situação, principalmente as mulheres, que compõem o nicho de mercado alvo dessa ordem de insetos cujos representantes são popularmente conhecidos como baratas.

Você está lá, sentado ou sentada no seu sofá, tranquilamente vendo o seu programa favorito de televisão quando, de repente, surge um ser, do nada, no meio da sala e te olha, com aquela cara de besta e fica ali por longos segundos completamente parado, sem esboçar qualquer reação, só curtindo o somzinho da sua televisão e a sua cara de pavor. Você não sabe de onde aquele inseto veio, nem pra onde vai e muito menos pra quê ele serve, mas ele continua ali, só pra te incomodar.



Assim é comportamento que a maioria dos empreendedores possui. Ele abre uma loja com um nome americanizado e sem qualquer significado perto da sua casa pra vender algumas coisas só por vender e você passa anos sem fazer a mínima idéia do “por quê” de ele estar ali, parado, estatelado na sua calçada. Em servicos então é o que mais se vê. Empresas completamente estáticas, sem movimento nenhum que ficam olhando para o mercado e pensando sem parar no quê vão fazer. Aí, é batata, em pouco tempo vem a concorrência e começa a correr atrás desse “empreendedor barata” até que consiga matá-lo e jogá-lo no vaso sanitário para que não restem chances de retorno.

Numa era que tem como prioridade elevar a consciência das pessoas para contribuir com o todo é fundamental que os empreendedores não sejam como as baratas. É função básica de qualquer ser humano saber de onde veio, o que faz e pra onde está indo. Só assim o todo será beneficiado. É responsabilidade de todos empenhar-se dia após dia no desenvolvimento do seu potencial inato para poder servir aos demais e não apenas usufruir do mundo a sua volta sem deixar nenhuma marca, nenhum impacto, nada, coisa alguma. O ser humano é uma espécie eminentemente social e a tentativa de compreender e manipular o mundo à sua volta, possibilitou que desenvolvêssemos tecnologia e ciência como um projeto comum e não individual. Mas poucos são os que a isto se dedicam.

Como então, deixar de ser uma barata?

Tomando consciência da sua vida em todos os aspectos e fazendo um mapeamento de onde está e para onde está indo é um bom começo. No ano passado eu mapeei toda a minha vida em torno da pergunta “O que eu quero?” e isto se mostrou uma excelente ferramenta para que eu deixasse de viver fora da realidade e sem saber a razão de estar vivo.

Mapeie-se. Saiba suas origens. Descubra seus talentos e utilize-os para o bem do todo. Procure entender quem é por trás do nome escrito na sua carteira de identidade. Olhe acima da sua condição de vida. Não seja uma barata. Nunca mais se apresente a alguém sem saber de onde veio, o que faz e pra onde está indo. Você pode estar perdendo a grande oportunidade de ser a única pessoa que você tem a chance de ser: VOCÊ.

Se você aparecer na minha frente novamente com essa cara de besta eu vou correr atrás de você até dar um pisão bem firme no meio da sua cabeça. Estamos entendidos?





23 Comentários

  1. quero montar uma loja de variedades me ajuda ,tenho um ponto comercial novo em um bairro com 1000 familias sera que é viavel o bairro é novo e afastado do centro nem xerox tira aqui sera que me arrisco

    • Olá Francineide. Parece ser viável pela descrição que falou, mas se não tem experiência em negócios, o ideal é testar a viabilidade dele alugando um ponto dentro de um outro estabelecimento comercial que já possua clientes.

  2. Bom dia,gostaria de uma orientação estou querendo abrir uma sorveteria com lanches no lugar onde moro,tem um novo centro comercial,e ainda não tem nenhum negócio deste tipo,como faço???

    • Inicialmente Inaldo o ideal é que valide este modelo de negócio aproveitando um lugar onde pessoas que possam consumir seus produtos já estejam lá. Igrejas, encontros de final de semana com famílias são perfeitos.

  3. Ola. Quero abrir uma empresa no ramo de empréstimo consignado e outros tipos de empréstimo. Descobri que nesse ramo existem tipos de franquias. Gostaria de saber se é muito arriscado esse ramo, e outras dicas se possível. Obrigado.

  4. Oi Caio,

    Quero abrir uma empresa via internet, no ramo de papel de parede e outros produtos de acabamentos para construções. Só que quero vender conforme li em um artigo seu, que explica como fazemos este trabalho sem estocar, quer dizer, vendemos e o fornecedor entrega diretamente para o cliente.( na verdade não tenho recursos para investir, infelizmente nem nome, não tenho vergonha de me expor, porque sei que não sou a única, e estou trabalhando para arrumar toda esta situação), por isso que preciso da ajuda de quem entende pra me direcionar em uma forma mais fácil de como ter meu próprio negocio. Preciso de sua sugestão se o mercado pra isso é viável, e se tem ótimos fornecedores com preços bons, você entende, cliente quer preço e produto bom.

    há outra coisa que precisa da sua ajuda. O site da empresa bobinex, tem simulador de ambientes onde escolhemos os produtos pra ver se vai ficar bom, você sabe me dizer quem pode fazer isto pra mim, ou se eu mesmo consigo fazer. minha intenção é colocar este programa no site que eu criar, claro caso for viável este tipo de trabalho via internet.

    Minha segunda opção em ter meu próprio negocia via internet , é trabalhar no ramo de vestuário, com um produtos bons e um valor só como por exemplo, você dever ter ouvido falar na loja de 10,00 reais, só que tem uns produtos muito ruins,, eu pensei em 20,00 ou 30,00 por exemplo, só que não sei por onde começar e se é compensador, e tem que ser da mesma forma como eu havia dito acima, não tenho recurso pra um investimento alto, e nem nome.

    Fico feliz de poder participar. aguardo ansiosamente pela sua resposta
    att

    Dielen

    • Olá Dielen. Marcos falando. Primeiramente negocie todas as dívidas que tiver em seu nome para retirar seu CPF do SPC/SERASA/BANCO CENTRAL. Depois o ideal, é estudar os capítulos 3 e 4 do Negócio do Zero para gerar ideias de menor risco e maior aceitação no mercado. Antes de tudo, negocie suas dívidas.

  5. Oi Caio, obrigada pela sugestão. Já estou negociando, faltam só mais uma, (a divida maior), acredito que até o fim de Fevereiro já consegui, Graças a Deus. Você mencionou o capitulo 3 e 4 Negocio do Zero, como faço pra adquiri-lo.

  6. Olá Marcos, penso em abrir uma empresa para vender planilhas excel desenvolvidas em VBA. Vejo que todas empresas pequenas tem seu computador, mas poucas utilizam de forma a ajudarem em seu negócio, Talvez seja pelos valores altos dos software. As planilhas podem ajudar com um custo bem reduzido. O que você acha?
    Marcos, parabéns pelo seu trabalho, pelo que você representa para todos os empreendedores, por fazer muitos acreditarem e conquistarem seus sonhos. Um grande abraço cara.

    • Obrigado Werley pelo incentivo! Obrigado! Acho uma boa ideia, mas dentro da metodologia negócio do zero digo para antes de mais nada, validarem o negócio para ver se ele tem a pegada que você almeja. Portanto, manda ver e valide antes!

  7. Olá, Marcos. Meu nome é Pedro Henrique e conheci o teu trabalho há pouco tempo. Achei de uma coragem e de um bom gosto! Só posso te parabenizar . E acredito que um dos caminhos promissores para o desenvolvimento do país é justamente o fomento de uma rede de microempreendedores que movimentem uma nababesca quantidade de riqueza, gerando
    progresso para uma gama gigante de brasileiros. Bravo por tua iniciativa.
    Gostaria ainda de te sugerir algo que acho ser uma boa ideia: Você abrir um negócio e criar cotas de participação para interessados em investir na sua ideia. Eu adoraria ser participante. Aí, você
    daria atribuições a cada cotista e todos participariam dos resultados.

Comentários não permitidos.